terça-feira, 11 de maio de 2010

URBANISMO – DEMOLIÇÃO DO MINHOCÃO EM SÃO PAULO

minhocão

"O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), anunciou quinta-feira passada a demolição do elevado Costa e Silva, o Minhocão, no centro da cidade. O projeto faz parte de uma série de mudanças urbanas previstas para as regiões Lapa/Brás, Mooca/Vila Carioca e Rio Verde/Jacu.


Inaugurado em 1971 pelo então prefeito Paulo Maluf, o Minhocão é frequentemente criticado por urbanistas pela degradação que gerou no entorno. O barulho dos carros, entre outros problemas, levou à desvalorização imobiliária ao longo da avenida São João.


Apesar do anúncio, a assessoria de imprensa da prefeitura afirmou que o plano de demolição ainda precisa passar por análise. O projeto faz parte dos novos projetos urbanísticos anunciados para a cidade na semana passada, que, segundo a prefeitura, aproximará emprego de moradia, diminuindo a necessidade de deslocamentos diários entre a periferia e o Centro.


Como parte do projeto, há ainda dois planos de ocupação do entorno da malha ferroviária, um entre os bairros da Lapa e do Brás, e entre a Mooca e a Vila Carioca. "Questões ambientais também serão contempladas nas intervenções, com a criação de parques e parques lineares, aumento das áreas de permeáveis e melhoria da drenagem."


Essa não é a primeira vez que a Prefeitura de São Paulo estuda a possibilidade de demolição do Minhocão. Outras análises para a destruição também ocorreram nas gestões de José Serra (PSDB) e Marta Suplicy (PT).
Em 1990, a então prefeita Luiza Erundina (1989-1992) proibiu o trânsito no local aos domingos e feriados e restringiu o funcionamento durante a semana --fechado em grande parte da noite. Com a medida, o elevado passou a ser utilizado como um equipamento de lazer pelos moradores da região."


Leia

aqui a reportagem da Folha de S. Paulo.

Fonte: www.arqbacana.com.br