quinta-feira, 23 de outubro de 2014

DIFERENÇAS ENTRE AGLOMERADO, MDP E MDF

O mercado disponibiliza diversas opções de painéis de madeira. MDF, MDP e Aglomerado são os mais conhecidos e mais utilizados pela indústria moveleira. A grande maioria das pessoas ainda não sabe a diferença entre eles e nem o melhor uso para cada opção. O consumidor, independente da classe social, procura uma solução funcional e de design quando está buscando um novo móvel. Ele não está procurando uma matéria prima específica, mas sim um móvel que atenda às suas necessidades com qualidade e menor preço possível.

aglomerado

aglomerado

As placas de aglomerado começaram a ser fabricadas no Brasil em 1966, e até hoje este material é aplicado em estrutura de móveis (base, tampo e laterais), portas e divisórias, entre outros. Entre as vantagens deste material é que ele não propaga chamas e não empena. Porém, não é um material resitente, pois não aguenta receber pregos e nem parafusos que não sejam apropriados, pois pode rachar as placas, e em função disso, é necessário usar dispositivos de montagem como calhas, cavilhas e colas.

O aglomerado é um painel feito com partículas de pinus aglutinadas com adesivo sintético, uma espécie de cola. Tem pouca durabilidade e nenhuma resistência à umidade.

Material de baixo custo e baixa qualidade.

MDP

 

O MDP é um painel de madeira industrializada, assim como o Compensado e o MDF.

As placas são o resultado do uso intensivo de tecnologia de prensas contínuas, de modernos classificadores de partículas e complexos softwares de controle de processo, associado à utilização de resinas de última geração e madeira de florestas plantadas. Por isso, o MDP pertence a uma nova geração de Painéis de Partículas de média Densidade com características superiores e totalmente distintas dos painéis de madeira aglomerada de antigamente.

MDP é a abreviação de Medium Density Particleboard. É um painel de madeira industrializada, assim como o Compensado e o MDF. É especialmente indicado para a produção de móveis residenciais e comerciais de linhas retas, formas orgânicas, que não exijam usinagens em baixo relevo, entalhes ou cantos arredondados como portas, laterais, prateleiras, divisórias, tampos retos ou pós-formados, laterais e frentes de gavetas retas, enfim, em partes verticais e horizontais do móvel, sem restrições de uso.

O baixo custo deste painel o faz ser um dos mais utilizados em todo mundo. Isso se dá pelo fato de se usar partículas de madeira reflorestada ao invés de fibras, como é o MDF. Desta forma, há um maior aproveitamento da madeira, diminuindo assim o seu custo. Por este motivo, os móveis feitos com o MDP pelas grandes fábricas, ficam mais baratos em relação aos outros móveis feitos com outros materiais.

É o material mais utilizado em lojas de modulados.

MDFMDF

 

O MDF é uma chapa de fibra de madeira com densidade média. Composto de fibras de pinus mais resistentes e compactadas com resina à alta pressão. É um produto mais resistente e com textura mais uniforme que os compensados, aglomerados e MDPs.

Entre as vantagens, estão:

As fibras são distribuídas de maneira uniforme e esta homogeneidade possibilita ao MDF acabamentos do tipo envernizado, pinturas de todos os tipos e aplicações de revestimentos como tecidos e papel de parede, lâminas de madeira e PVC.

Como a madeira não possui nós, veios ou imperfeições típicas da madeira natural, as junções de uma placa com outra possui relativa vantagem aos outros tipos de madeira.

Além da indústria moveleira, o MDF é utilizado na construção civil, almofadas de portas, rodapés, divisórias, portas usinadas, batentes, balaústres e peças torneadas.

O eleito, sem dúvida alguma é o MDF, como o melhor em acabamentos, resistência, durabilidade e qualidade.

MDF é uma sigla em inglês que significa "Medium Density Fiberboard" que, traduzindo para o português, quer dizer "chapa de fibra de madeira de média densidade". O MDF se diferencia do outro painel também feito com fibra de madeira - a "chapa de fibra".

 

A principal diferença entre o MDP e o MDF é que no painel de MDP são utilizadas partículas de madeira em camadas, ficando as mais finas nas superfícies e as mais grossas no miolo. Já no MDF aglutinam-se fibras de madeira. O MDP e o MDF são produzidos através de idênticos processos de fabricação e tecnologia, exceto quanto à produção de partículas no MDP e fibras no MDF. Adicionalmente, os dois processos utilizam as mesmas espécies de madeira, totalmente originárias de florestas plantadas. Uma outra diferença refere-se à aplicação final dos produtos. O MDP e o MDF, por utilizarem madeira proveniente de áreas de reflorestamentos, manejadas de forma ambientalmente correta, economicamente viável e socialmente justa, são sim produtos altamente ecológicos. No entanto, se considerarmos que o consumo de madeira para a fabricação do MDP é menor que na fabricação do MDF, podemos dizer que, entre os dois, o MDP é mais ecológico e o MDF mais resistente e com maior durabilidade e qualidade.