quarta-feira, 5 de maio de 2010

BRASIL NO “SALONE INTERNAZIONALE DEL MOBILE” EM MILÃO

(Fonte: www.revestir.com.br)

Os brasileiros movimentaram Milão este ano, durante a semana do Salão do Móvel (Salone Internazionale del Mobile) , o mais importante evento mundial de design e decoração. Pela primeira vez foi organizado um espaço brasileiro de encontro e relacionamento na cidade, chamado Brazil S/A Lounge Brasileiro de Decoração e Design. A realização é da Moreira do Valle e da Connect 360 .

O Brazil S/A fez parte da programação oficial dos eventos paralelos que acontecem na cidade, os chamados Fuori Salone. Trata-se da primeira iniciativa que reuniu empresas e instituições brasileiras ou com forte atuação no território nacional no segmento de decoração. O evento aconteceu na via Tortona 31, no melhor ponto da região mais badalada do Fuori Salone, de 14 a 19 de abril deste ano.

Nesta primeira edição, participaram empresas como a Todeschini (uma das maiores fabricantes brasileiras de móveis planejados), Interface Flor (empresa norte-americana, líder mundial de carpetes em placas e com atuante expressiva no Brasil), Artur Décor (uma das mais importantes lojas especializadas em cortinas e persianas do país); o D&D Shopping (mais importante shopping brasileiro de decoração e design de alto padrão); e a Anfacer (Associação Nacional dos Fabricantes de Cerâmica para Revestimento, uma das mais atuantes no mundo). A Casa Cor foi apoiadora do Brazil S/A .

Uma das grandes atrações do evento foi uma exposição de peças do melhor design do país, a Design Brasileiro 2010, que teve a participação de Fernando e Humberto Campana (os "Irmãos Campana"), do estúdio Nada se Leva, dos promissores designers, já reconhecidos nacionalmente, André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro, bem como de nomes como o designer carioca Lucio Carvalho, que já expõe no exterior com regularidade, peças de Paulo Mendes da Rocha e Flavio de Carvalho.
A idéia, segundo os organizadores, é aproveitar um ambiente já altamente propício a negócios e contatos. "A design week de Milão é o epicentro que reúne, em um mesmo lugar e momento, as empresas e profissionais de decoração mais renomados do Brasil", explica Ricardo Caminada, da
Connect 360.
O espaço teve ambientação especial assinada por José Roberto Moreira do Valle. A idéia, segundo os idealizadores, foi fugir do estereótipo de cenário tropical, verde e amarelo, mostrando ao contrário, uma versão sofisticada e criativa do Brasil. Ainda na área externa, os visitantes foram recepcionados em um lounge – onde o destaque ficou por conta da "sound grass", um tipo de cama de grama artificial, que vibrava e tocava música, funcionando como um grande pufe macio, um convite ao relax. No espaço interno, cortinas bloqueavam a entrada de luz e faziam um efeito-surpresa para quem entrava. A iluminação azulada criava um clima intimista e cenográfico. A exposição fica no centro, rodeada pelo grande lounge. Completando tudo, a trilha sonora composta por bossa-nova dava o clima do espaço do Brazil S/A.

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__a_ 

(Brasil bem representado por Paulo Mendes da Rocha e Flávio de Carvalho)

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__b_

(Presença dos Campana: Shark, que lembra as mandíbulas de um tubarão. E Coffee Chair, que combina plástico e fibras)

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__c_(Contraste: espelho no Fetiche do Nada Se Leva e madeira no banco Tribo, de  Ilse Lang)

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__d_(Completaram a exposição a Aracmídia  de Lucio Carvalho e a luminária Eclípse, de Maurício Klabin)

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__e_

(Poltrona Manacá, de Baba Vacaro, e Mesa Bar, de José Marton. Prima Design)

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__f_ 

(Abraço de flor , em crochet de pura lã.  E  a versão "tropical" da  Chaise Tricot. De Eulália Anselmo para Prima Design)

sal_o_do_m_vel_mil_o_2010__g_ 

(Cor e volume na Voltaire de Sérgio Rodrigues)

Pedro_Petry_e_a_Orsa__Florestal

(Peças da parceria de Pedro Petry e a Orsa  Florestal)

Design Brasileiro
Uma exposição com grandes nomes que representam o traço criativo brasileiro foi montada na Via Tortona, 31, região que concentra eventos das empresas lançadoras de tendências durante o período do
Salão Internacional do Móvel, que acontece anualmente em Milão. A exposição "Design Brasileiro 2010" fez parte do projeto BRAZIL S/ALounge Brasileiro de Decoração e Design, um espaço brasileiro de encontro e relacionamento organizado pela primeira vez na cidade.
Os irmãos Campana, designers brasileiros de maior expressão mundial, marcaram presença com três peças exclusivas, que se tornaram referências marcantes de sua produção mais recente. A Cadeira Shark, que faz referência a mandíbula de um tubarão, a Samambaia Stool, criada com pelúcias de caranguejos e a  Flamboyant Stool, feita com pelúcias de lagostas, e a Coffee Chair, criação que mistura matérias-primas como vime e plástico.
O estúdio Nada Se Leva, dos promissores designers já reconhecidos nacionalmente André Bastos e Guilherme Leite Ribeiro, mostrou no exterior pela primeira vez alguns de seus lançamentos de 2010. O banco Arab e as mesas Ligero e Fetiche, em várias versões, foram destaque na cenografia da exposição, com trinta peças dispostas em formato de instalação. O designer carioca Lucio Carvalho, que expõe no exterior com regularidade, também fopi integrante da mostra. A cenografia do evento teve a assinatura do arquiteto José Roberto Moreira do Valle.
As referências ao design brasileiro não pararam por aí. Integrantes do acervo permanente do
MoMA, a cadeira Paulistano, de Paulo Mendes da Rocha, e a luminária Eclipse, de Maurício Klabin, estiveram ao lado do banco Tribo , uma das criações mais importantes de Ilse Lang.  Ícone do modernismo brasileiro, Flávio de Carvalho (1899-1973) também teve uma peça com sua assinatura na exposição do Brazil S/A . A poltrona Flávio de Carvalho fez referência aos primórdios da criação do mobiliário nacional.

O que é o Salão do Móvel e o Fuori Salone
O Salão do Móvel, que acontece anualmente no mês de abril na cidade de Milão, Itália, é o mais importante evento mundial de design e decoração, que responde pelos grandes lançamentos mundiais de produtos e, principalmente, é o polo gerador de tendências do segmento. Nesta semana, Milão se transforma em um grande centro mundial de tendências e referências em design e decoração, reunindo além da feira, centenas de eventos paralelos.
Estes eventos, chamados de Fuori Salone, hoje passam de 500 e se espalham por toda a cidade, e ganharam tamanha expressão que hoje são até mais fortes do que a feira, no que diz respeito a tendências e inovação. Realizados em lojas, galerias, galpões e museus, concentram-se em duas regiões principais: nas proximidades do Duomo, no centro, e na região da via Tortona, em um bairro mais conhecido pelos galpões industriais e que hoje é reconhecido pelos eventos mais inovadores.
Os números do
Salão Internacional do Móvel, traduzindo no bom português, são realmente impressionantes. Segundo dados oficiais do Cosmit , que organiza a feira, esta recebeu em 2009 mais de 300 mil visitantes de cerca de 150 países. Destes, o Brasil foi o terceiro maior visitante, levando à Milão mais de 5 mil pessoas, atrás apenas da Comunidade Européia e da China. São arquitetos, decoradores, lojistas, fabricantes, compradores, fornecedores, jornalistas, designers e formadores de opinião. É, sem dúvida, o evento profissional mundial que reúne uma das maiores comunidades brasileiras, se não a maior.
Mas nem só da feira de Milão vive a criatividade brasileira. Uma chegadinha na enorme
Movelsul, feira de móveis de Bento Gonçalves, RS  que ocupa quase 57 mil m2 em sua 17ª. edição,  da uma ideia da produção nacional São móveis planejados, peças avulsas assinadas, laminados e acessórios, além de colchões, cubas e eletrodomésticos.
Um bom exemplo foi a  coleção apresentada pela
Prima Design. "Aproximar as pessoas através de produtos que primem pelo design e inovação..." esta é a missão da empresa. Foi a partir deste conceito –"aproximar" - que a empresa planejou sua participação na Movelsul. A Arquiteta Eulália Anselmo, que vem trabalhando com a empresa como designer e curadora, foi também responsável pelo estande. Baseada nesta ideia de aproximação, Eulália propôs à Prima Design homenagear a escritora Clarice Lispector, nascida na Ucrânia em 1920 e que muda-se para o Brasil em 1922. Fragmentos de seu poema "Sonhe com o que você quiser" fizeram parte, inclusive, da composição do design de superfícies do estande.
O poema foi o escolhido porque  aproxima, designers, empresários, trabalhadores e consumidores, lembra a importância de todas as pessoas que ajudam a construir nosso caminho, poema que nos entusiasma para seguir buscando.
Neste ano a
Prima Design amplia seu time de designers colaboradores, e além de Eulália Anselmo e José Marton, já presentes em 2009, trouxe Baba Vacaro  para juntar-se ao time da coleção Prima Store.
Baba Vacaro trouxe a Poltrona Manacá. De linhas simples, a base metálica, arredondada, recebe o tecido de padrão colorido. Uma peça leve, versátil, lembrando os traços de Flávio de Carvalho.
Lançadas na
Casa Brasil - importante evento do setor - em 2009, as mesas Quebra-Cabeças , com desenho de José Marton, agora contam com uma extensão de linha. As divertidas Mesa Bar , que convidam ao bate-papo e ao retorno às brincadeiras infantis. Ao todo, são quatro diferentes tampos com caça-palavras, palavras cruzadas, labirinto e liga-pontos . A estrutura mede 72cm de altura e 70cm de diâmetro e é desmontável. Sua base com barras coloridas nos remete a um jogo de varetas e, acoplado a uma dessas barras está um porta-giz e apagador, acessórios que garantem a diversão e entrosamento dos que se sentam à ela. O banco Quebra-Cabeça completa o lúdico conjunto.
A Abraço de Flor,  criada para perpetuar o sucesso da Poltrona Flor original, utiliza 800 flores de crochet em pura lã feitas por mulheres da periferia da cidade de Bagé. Este trabalho remunera atualmente 30 mulheres carentes. Traz a marca indiscutível de Eulália Anselmo , que sempre aposta na produção sustentável.
Já a Chaise Tricot , desenhada por Eulália,  que em sua primeira versão era feita em madeira de eucalipto e revestimento em malha de tricô de lã, agora também está disponível em duas novas leituras: a primeira mantendo a estrutura em madeira de eucalipto com revestimento em tricot de malha de algodão (na cores azul-marinho, marfim, bege, cinza, grafite e preto) e outra com estrutura de madeira com acabamento em laca colorida e revestimento em tecido estampado. Tudo da
Prima Design.
A poltrona Voltaire, de Sérgio Rodrigues , tem estrutura externa em tauari maciço de seção quadrada, concha em compensado estofada com espuma de poliuretano e revestida em tecido. Uma almofada solta serve de assento. O formato "fechado" na parte superior traz aconchego.
Vem com pufe avulso, que ganha ares orientais. A cor vermelha ressalta essa característica.
O ecodesigner  Pedro Petry está ampliando potencialmente seu portfólio de produtos em termos de garantia de origem, dimensão, diversificação de espécies e escala, graças ao relacionamento estratégico com a
Orsa Florestal.
Em 2009, o ecodesigner lançou uma coleção confeccionada com madeira certificada 100% FSC (Forest Stewardship Council) da
Orsa Florestal e, à época, a principal preocupação era aliar o design sustentável à madeira com garantia de origem.
A parceria foi tão bem-sucedida que agora ganha novos contornos e inaugura uma fase em que o ecodesigner  começa a explorar a variedade de espécies nativas da empresa e amplia de forma substancial as possibilidades de criação.
"A parceria com a
Orsa Florestal é a materialização de um sonho – uma verdadeira aposta na sustentabilidade", diz Petry. "O grande ganho é o acesso à diversidade de espécies e medidas, porque além de poder trabalhar e testar novas espécies, será possível substituir madeiras que estão em contingenciamento", pontua.
O stand do Grupo Orsa, logo à entrada da
IV Brasil Certificado, que aconteceu de 7 a 9 de abril, no Centro de Eventos São Luís, em São Paulo, mostrou peças de Petry em dimensões diferenciadas das existentes no mercado. A tora de Pequiá 100% FSC tem 6 metros de comprimento e pesa 2,5 toneladas. Foi esculpida em formato de balcão e, simbolicamente, reproduz a floresta como agente integrador de negócios sociais, ambientais e econômicos, ou seja, a floresta como o exato ponto de convergência entre as empresas do Grupo.
Essa nova fase da parceria com a
Orsa Florestal possibilitará atender várias demandas de mercado, graças à capacidade de escala. "Será possível, por exemplo, confeccionar 50 mesas para decoração de um restaurante ou hotel", revela Petry.
Reconhecido por seu trabalho com matéria-prima proveniente do manejo urbano, usando árvores como a Mangueira, o Flamboyant, o Eucalipto e outras, agora o ecodesigner  terá à disposição matéria-prima de mais de 25 espécies certificadas, entre as quais, Angelim Pedra, Angelim Vermelho, Cedrinho, Cumaru, Cupiúba, Itaúba, Jatobá, Louro-Faia, Maçaranduba, Mandioqueira Escamosa, Mandioqueira Lisa, Orelha de Macaco, Pequiá, Pequiarana, Quaruba Cedro, Quaruba Fissurada, Quaruba Rosa, Sucupira, Tanibuca, Tatajuba e Taxi preto.